Ma, sou eu
21 anos, e nunca vi uma estrela cadente, mesmo sendo aquariana e vivendo no mundo da Lua. Provavelmente, isso tem relação com o meu ascendente em Libra, é por causa dele que tenho problemas com a síndrome do 50%, nem sim nem não. Aí experimentei namorar uma taurina, foi certeiro. Rapidinho eu aprendi a escolher um lado: o dela.

Dri, é ela
Jornalista, produtora, DJ, empreendedora, militante e, nas horas vagas, minha namorada. O dia dela nunca é suficiente para fazer tudo que deseja, e o meu papel mais importante é estar sempre ali para tirar o lençol da cama quando ela dormir conversando comigo.

MADRI, somos nós

moldura_apenas_ícone_01
Nós e o mar.

Foi nas águas de março que o nosso encontro aconteceu, desde então não nos desgrudamos mais. Entre as milhares de descobertas que fizemos juntas, uma se destacou: um casal não precisa de muito mais em comum do que alguns bons amigos e muita vontade de dar certo para ir longe.

O MADRI nasceu para ajudar a tornar o mundo um lugar mais leve, aqui vamos contar a nossa história e, assim, buscar desconstruir os preconceitos espalhados por aí sobre o relacionamento entre duas mulheres.